Como manter uma higiene adequada com a falta de água em casa?

Depois dos incidentes envolvendo a estação de tratamento de água da Sanepar, em Maringá, a população passou uma situação inusitada: 80% das pessoas ficou sem fornecimento de água por pelo menos 4 dias, sendo que ainda hoje não houve normalização no abastecimento em alguns bairros. Muita gente precisou, literalmente, “tomar banho de canequinha” pela primeira vez na vida. Como realizar uma higiene adequada nesta situação?

O que proponho aqui é realizar o chamado “banho seco”, que já é realizado em alguns hospitais nos pacientes acamados, mas de maneira improvisada. Existem produtos comerciais para esta finalidade (como por exemplo em https://www.headboy.org/drybath/)

Inicialmente, deve ser removida toda sujeira visível da superfície corporal. Esta deve ser removida com água e sabonete, da maneira habitual. Inclui-se aí a higiene dos órgãos genitais e excretores. O rosto também deve ser lavado com água e sabonete, bem como os cabelos, se houver necessidade. Para isto é necessário menos de 2 litros de água.

Posteriormente a pessoa deve utilizar algum tipo de antisséptico. No produto original (DryBath®) utiliza-se uma mistura de vários produtos, entre eles o ácido glicólico e propilenoglicol, além de compostos para manter a hidratação da pele (emolientes). O que é mais fácil de encontrar e seguro é o álcool gel a 70%, o mesmo que utilizamos para a limpeza das mãos. Este produto pode ser utilizado em todo o corpo, com exceção do rosto e genitais, pela proximidade das mucosas, pois pode ser irritativo.

COMO REALIZAR?

Aplica-se um pouco do produto nas mãos e realiza-se a fricção da pele a ser limpa por 30 segundos. A quantidade deve ser a ideal para que um pouco do produto friccionado ainda esteja presente ao final destes 30 segundos, devendo secar sozinho depois. Em excesso deixa a pele com um aspecto pegajoso. O ideal é separar o corpo em segmentos, inicialmente limpando-se braços e antebraços, depois tórax, abdômen, dorso, coxas e pernas. Também é importante salientar que estes produtos, apesar de limpar a pele e serem especialmente úteis no combate às bactérias, não removem maus cheiros adequadamente. No entanto, algumas apresentações de álcool gel à venda tem perfume, o que ajuda a diminuir a percepção destes odores.

DÁ PRA USAR LENÇOS UMEDECIDOS?

Lenços umedecidos nada mais são do que… lenços umedecidos. Facilitam a remoção de sujeiras mas não tem ação antibacteriana, apesar de conterem antissépticos em sua composição, eles estão lá apenas para impedir a proliferação bacteriana no próprio lenço, devido a presença de seu alto teor de água. Caso a pessoa opte por iniciar o “banho seco” com um lenço umedecido, não há problemas, desde que use o álcool gel posteriormente. Uma vantagem dos lenços: o seu perfume ajuda a disfarçar os maus odores.

Importante: estas orientações só são válidas em pessoas com a pela saudável. Caso hajam lesões na pele, feridas de qualquer tipo ou doenças dermatológicas, estes produtos não devem ser utilizados. Como regra geral, a limpeza destas lesões deve ser feita com soro fisiológico e acompanhadas por médico.

Agora vamos torcer pra água voltar, pois nada melhor que um banho de chuveiro!

Dr. Luiz Jorge Moreira Neto - Infectologista
Compartilhe
Share

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.